Logo
 EXINCÊNDIO
  Solução em sistemas contra incêndio

Início
Serviços
Contato
Dicas
Clientes

      
O Fogo:

O domínio do fogo é um dos mais revolucionários acontecimentos na história da humanidade.
A partir daquele momento histórico o fogo se tornou um aliado que protegeu, aqueceu e facilitou a sobrevivência de todos os seres humanos que dele se aproximam.
Ele está tão presente e integrado em nossas vidas que nem o percebemos. Quando está dirigindo um veículo, quem se lembra que no motor está ocorrendo um "incêndio" controlado?
Com as facilidades da vida moderna acabamos bitolados em girar um botão e apertar outro para acender um fogão a gás. É um transtorno quando acaba a energia elétrica e não sai a centelha no fogão... Cadê o fósforo???



                    
 



Até os dias atuais não existe nada mais acolhedor e acalentador do que o brilho de uma chama, seja para preparar um alimento, iluminar ou para aquecer o ambiente, como uma lareira, por exemplo....
         
Lareira

Os antigos filósofos gregos e as culturas orientais o equipararam aos outros elementos fundamentais da natureza junto com a terra, a água e o ar.
Entretanto essa moeda tem dois lados: o ser humano também passou a utilizar o poder transformativo do fogo como arma e o aperfeiçoa cada vez mais como força destrutiva.



Triângulo do Fogo

O fogo é um fenômeno físico-químico através do qual 3 elementos se unem para realizar uma reação termoquímica. Essa reação libera a energia que está contida em todas as substâncias, transformando-a em energia térmica ou seja: calor.
Os elementos fundamentais para que ocorra essa reação são chamados de triângulo do fogo e é obrigatório que todos estejam presentes ao mesmo tempo para que ocorra a combustão (fogo). São eles: o combustível, o comburente e o calor.


O combustível é a matéria em seu estado sólido, líquido ou gasoso que possue em sua constituição elementos suscetíveis a oxidação (carbono, por exemplo).


O comburente
é o oxigênio que está presente no ar que nos rodeia. Ele é o elemento chamado redutor ou oxidante o qual é o responsável direto pelo processo tranformativo.


O calor
é a energia de ativação do processo. Pode ser obtida a partir de uma faísca (um raio, um curto circuito, etc) ou de uma chama (um fósforo, vela, etc).

Triangulo do fogo


Como citado acima, a simples existência de qualquer um deles não ocasiona um incêndio, mas  a reunião desses elementos garantirá com certeza, as condições necessárias.
Uma vez iniciada a reação de oxidação, o calor desprendido matém o processo em andamento, criando-se algo como um quarto elemento do fogo que é a reação em cadeia. Ela faz com que o fogo tenha uma aparente "vida própria".  Então:

Um incêndio é a ocorrência do fogo de forma descontrolada

O reconhecimento desses elementos fundamentais é vital para que se possa tanto iniciar quanto exterminar as chamas.
Assim, o princípio de funcionamento dos extintores e meios de extinção dos incêndios baseia-se na neutralização de um ou mais componentes do triângulo.
Por exemplo:
* para eliminar o calor, utiliza-se a água, gás carbônico ou qualquer outra substância refrigerante e não combustível.
* para eliminar o comburente (oxigênio) faz-se o abafamento das chamas utilizando-se terra, um cobertor, o próprio gas carbônico, espuma química (LGEs), etc.
* para eliminar o combustível é necessário remover fisicamente a matéria que está sendo consumida pelas chamas isolanda-a do foco do incêndio. Assim é que se procura conter uma vazamento de combustível (gasolina, gas, etc) ou se faz um aceiro no mato para "cortar" a progressão das chamas em um incêndio florestal.